Cosme e Damião na avenida

A Escola de Samba Acadêmicos do Sul da Ilha já tem enredo para o carnaval 2019. A Azul e Rosa de Floripa irá retratar os santos gêmeos Cosme e Damião. O título é “OMI BEIJADA!”.

Na igreja católica, Cosme e Damião são referências para os enfermos, pois crê-se que eles foram médicos enquanto vivos. Nas religiões afro-brasileiras, a dupla é protetora das crianças onde no dia 27 de setembro celebra-se a Ibejada com muitos doces e brinquedos distribuídos à criançada. Leia a sinopse de Willian Tadeu:

Logo do Enredo: André Rodrigues

Título do Enredo: OMI BEIJADA!
Pesquisa e Texto: Willian Tadeu

A observação da natureza levou ao fascínio humano pela dualidade desde a Antiguidade. Presente no maravilhoso brilho do Sol contrastando com a fulgurante lua na escuridão, no dia e na noite, na vida e na morte, no bem e no mal, a oposição e a complementação do duplo representa mistério e encantamento. Não por acaso, o nascimento de gêmeos foi motivo de curiosidade, misticismo e adoração.

Na Grécia, contava-se a história de Castor e Pólux, filhos de Leda com o rei Tíndaro e Zeus, que se metamorfoseou em cisne para amá-la. Em um daqueles mistérios que só a mitologia explica, nasceram gêmeos e viveram muitas aventuras, salvando o Peloponeso de piratas aterrorizantes e o Calidão de um javali gigante. Os benfeitores abnegados passaram a ser amados e cultuados por toda a gente Quando Pólux morreu, Castor ficou sozinho no mundo e implorou a Zeus para dividir sua imortalidade com o irmão. Cada um passou a ter alternadamente um dia de vida e um dia de morte. Comovido diante de tamanho amor, Zeus transformou os irmãos na constelação de Gêmeos, eternizados e inseparáveis no firmamento.

Acta e Passio nasceram séculos mais tarde na Ásia Menor e estudaram técnicas de cura na Síria. Através da sabedoria e da oração, salvaram muitos enfermos e fizeram fama sem fortuna. Nada aceitavam em troca de seus dons. Seu primeiro milagre foi o transplante de uma perna, o primeiro de que se tem notícia. Quando Diocleciano, imperador romano, comandou uma grande perseguição contra os cristãos, os gêmeos estavam entre as primeiras vítimas, ao lado de nomes importantes para a fé, como Jorge da Capadócia, Expedito, Sebastião e Inês de Roma.

A fama dos milagreiros se difundiu ainda mais após sua morte. Dois séculos mais tarde, o imperador Justiniano foi curado de uma doença grave por graça dos irmãos e reergueu suntuosamente a cidade de Ciro, onde descansavam seus corpos, na Síria, assim como a igreja dos mártires, em Constantinopla, famoso ponto de peregrinação. Seu culto foi muito associado à antiga adoração a Castor e Pólux e sua história chegou aos nossos dias. Padroeiros da Medicina e da Farmácia – simbolizam a complementaridade entre as duas ciências – são os santos que conhecemos pelos nomes de Cosme e Damião, inseparáveis na fé cristã e nos terreiros das religiões de matriz africana.

Para umbandistas, candomblecistas e outros adeptos de cultos afro-brasileiros, Cosme e Damião são Ibeji, os gêmeos filhos de Xangô e Iansã que foram abandonados na beira de um rio e criados por Oxum. Um dos irmãos morreu brincando na cachoeira e o outro implorou a Orunmilá que o levasse para perto dele. O pedido foi atendido. Para consolar os que ficaram no Aiyé (plano físico), foram deixadas duas estátuas de barro. Assim começou seu culto, com doces de todos os tipos deixados aos pés de sua imagem. Como Castor e Pólux e Cosme e Damião, Ibeji são uma mesma força, com representação dupla porém indissociável.

Ibeji é a alegria e a ingenuidade da criança. Está no colorido das celebrações festivas cheias de gente. É a transformação da lágrima em sorriso, a proteção da pequena vida contra a morte, a harmonia entre a matéria e o espírito. Na dualidade desta vida, queremos despertar a criança dentro de cada adulto. Como numa grande festa de Cosme e Damião, bandeiras e doces colorem o cenário. Os pequenos fazem a festa com suas bolas, bonecos e brinquedos, num clamor pelo respeito à infância e para que as crianças possam viver sua inocência distantes das ruas onde encontram os sinais fechados para a vida.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.